LÚPUS X DEPRESSÃO

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

LÚPUS X DEPRESSÃO

Mensagem  Danielly Honorato de Lima em Sex 19 Jun 2015, 21:31

Qual o tratamento e os prognósticos para a depressão no lúpus?
Um tratamento efetivo requer um diagnóstico e intervenção precoces. Felizmente, a maioria dos episódios de depressão em pessoas com lúpus tem vida curta, desparecendo por si só em alguns meses. Assim como alguns pacientes lúpicos podem tolerar bastante dor, outros parecem aptos a aceitar e tolerar mais facilmente a maioria dos sintomas da Depressão Clínica. A depressão é muito estressante e produz muita ansiedade, o que pode agravar o lúpus. Reações depressivas devem ser tratadas com a mesma agressividade e persistência com que se trata uma crise do lúpus, ou qualquer outra doença. Naturalmente, qualquer possível condição que possa contribuir para a depressão deve ser identificada e controlada.

Hoje em dia, temos à disposição tratamentos efetivos contra a depressão, normalmente a base de medicamentos psicotrópicos, psicoterapia e, com mais freqüência, uma combinação dos dois. Remédios antidepressivos são as drogas mais usadas; são quatros as categorias desses medicamentos: tricíclicos, uma nova geração de antidepressivos não tricíclicos, inibidores MAO (MAO inhibitors) e lítio. A eficácia desses medicamentos pode ser aumentada ao combiná-los ou pela adição de outras drogas.

Um tratamento agressivo e adequado envolve a cooperação do paciente, e o apoio, educação e envolvimento da família e de amigos próximos. Tais tratamentos podem envolver exames para determinar as doses apropriadas de medicamentos, franca comunicação entre o paciente e a equipe responsável pelo tratamento, e uma grande dose de otimismo na forma de encorajamento, paciência, disposição e perseverança do paciente, do seu médico, da sua família e dos amigos. Naturalmente, qualquer fator médico subjacente que possa contribuir para o estado depressivo deve ser identificado e atacado. Os medicamentos antidepressivos são associados a uma série de efeitos colaterais e podem intensificar vários sintomas associados ao lúpus (ex.: aumento da secura da mebrana mucosa na Síndrome de Sjogren). Quando os medicamentos antidepressivos têm efeito, há uma bem-vinda melhora na sensação de bem estar e no estado geral do paciente.

A recuperação da depressão é normalmente um processo gradual. Melhoras expressivas não ocorrem em poucos dias; contudo, os progressos começam a ser vistos após algumas poucas semanas. Mesmo quando os sinais de Depressão Clínica parecem sumir rapidamente, não é raro o paciente ter uma recaída quando o medicamento é suspenso. Por essa razão, a medicação deve ser mantida por aproximadamente seis meses ou mais, e a dosagem deve ser reduzida gradualmente por 3 a 4 semanas, quando o tratamento é suspenso.

Nos pacientes com depressão, é comum uma diminuição das funções mentais (cognição). Esses incômodos e comuns lapsos nas funções mentais tendem a não ser relatados pelos médicos é raramente são confirmados para serem atribuídos a uma mudança estrutural específica. Felizmente, essas alterações transientes nas funçoes mentais melhoram assim que a condição depressiva diminui.

Psicoterapia pode ser de muita ajuda para que pessoas com Depressão Clínica entendam seus sentimentos, sua doença as suas relações, e lidem mais efetivamente com o estresse em sua vida. Os benefícios para o paciente são melhores observados quando o médico pricipal (o médico do lúpus) mantém uma relação próxima com o psiquiatra ou psicólogo. Tal ralacão maximiza a qualidade do tratamento e fornece a mais potente abordagem para controle da depressão.
Postado por Êidina Queiroz às 13:08
avatar
Danielly Honorato de Lima
Já sou muito conhecida(o)
Já sou muito conhecida(o)

Feminino
Número de Mensagens : 903
Idade : 36
Localização : Campina Grande PB
Ano que descobriu o Lúpus : 1993
Data de inscrição : 16/05/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

To sempre com isso

Mensagem  Danielly Honorato de Lima em Sex 19 Jun 2015, 21:39

Quando melhoramos de alguma coisa como seus exames estão bons...ai vem uma vontade de chorar,sem fome,sem vontade de sair de casa.Só Deus sabe como luto para não deixar isso tomar conta de mim,pois o doença horrível,saiu,vou para faculdade,cuido de cachorros de ruas,faço visita no hospital para doentes levando oração e louvor,passeio,mas depois começa tudo novamente.
Vamos para o psiquiatra tomar medicação não pode parar.Digo para ele mais remedio doutor,se não fosse a sensação ruim de angustia desanimo e vontade de só dormir deixaria para lá pois perdi até peso,mais o coração sempre apertado e chorando sempre.
E pensar que isso não tem fim...Eita vida boa aperriada e vamos lá amigos lupicos força e fé sempre.Desabafoooooooo
avatar
Danielly Honorato de Lima
Já sou muito conhecida(o)
Já sou muito conhecida(o)

Feminino
Número de Mensagens : 903
Idade : 36
Localização : Campina Grande PB
Ano que descobriu o Lúpus : 1993
Data de inscrição : 16/05/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum